Tel: 968 371 513

©2019 by Loja Social Monchique.

NOTÍCIAS

Campanhas em Vigor.

Cartaz-Divulgação-crochet-GWR_edited.jpg
(COPY) Cartaz Marta Lamim.jpeg
Cartaz_Inês_Ramos.jpeg
Aulas de Pintura.jpg
cartaz vicente.jpg
Cartaz Pelos e Patudos.jpg
Cartaz%20de%20Tampas%20Monchique_edited.

DA IDEIA À REALIDADE: A EVOLUÇÃO DA LOJA SOCIAL MONCHIQUE

A Associação Espiral de Vontades enfrenta novos desafios todos os dias. Trabalha em prol do outro, minimizando a diferença entre as classes gerando um impacto positivo.

ENTREVISTA COM A FUNDADORA DA LOJA SOCIAL MONCHIQUE

A voz quente que parece povoar o terraço daquele restaurante numa das encostas de Monchique é de quem abraça o mundo, tão própria das pessoas que muito dão de si sem esperar nada em troca. Luísa Martins, de 42 anos, tem as suas raízes naquela vila, um oásis verde rodeado da aridez algarvia. É enfermeira em Portimão, cidade onde passou o período escolar. Após um interregno na Alemanha, encontrou de novo o caminho de regresso às origens familiares, casando com um monchiqueiro. "A vida dá muitas voltas", graceja Luísa, de sorriso cheio e profundo. Há pessoas que conhecem meio mundo. Luísa parece conhecer o mundo todo. Quando calcorreia as ruas da sua vila, todos lhe acenam, sorriem ou falam, carinhosamente. Os seus gestos são manifestações de respeito para com ela. Luísa chega a dar breves consultas no meio da rua, que consistem não só em apoio técnico, mas - e sobretudo - psicológico a quem, muitas vezes, não recebe ouvidos de ninguém. Movida por uma vontade gutural de ajudar, co-criou, em 2011, a Associação Espiral de Vontades, em auxílio de uma criança com leucemia. O caminho percorrido foi coroado de sucesso, logo a associação prosseguiu, espirulando a vontade que abundava. O trabalho consistia inicialmente na recolha e venda de tampas e caricas, cujas receitas revertiam a favor da compra de materiais ortopédicos e pagamentos de tratamentos a ser fornecidos a crianças e adultos carenciados de todo o Algarve. O projecto foi alargado em 2017 com a implantação de uma loja social, aqui mais direccionada ao concelho de Monchique. São distribuídos roupas, móveis e outros bens às variadas famílias que lutam por uma vivência digna, "sinalizadas" como carenciadas por outras entidades ou pela própria associação, após um criterioso processo de análise. A loja está propositadamente localizada no centro de Monchique, mas numa rua "onde praticamente só passam carros", por forma a permitir às pessoas que a ela acedem um fluir de movimentos discreto, sem atrair atenções, sem gerar estigmas. "Nem toda a gente vê quem lá vai". A associação está continuamente a braços com imensos projectos, um prolongar das vontades, mas sobretudo das necessidades. "É um sonho que nunca mais acaba".


The warm voice that populates the terrace of on one of the slopes of Monchique embraces the world, so typical of people who give a lot of themselves without expecting anything in return. Luísa Martins, 42, has her roots in that village, a green oasis surrounded by the arid Algarve. She is a nurse in Portimão, the city where she went to school. After an interregnum in Germany, she found again the way back to the familiar origins, marrying a "monchiqueiro". "Life takes many turns," Luísa jokes, with a full, deep smile. There are people who know half the world. Luísa seems to know the whole world. When she walks the streets of her village, everyone waves, smiles or speaks to her, affectionately. Their gestures are expressions of respect. Luísa even manages to give brief consultations in the middle of the street, which consist not only in technical, but - and especially - psychological support, to those who, often, receive no attention. In 2011 and moved by a guttural willingness to help, she co-created the association "Espiral de Vontades" to help a child with leukemia. The road traveled was crowned with success, so the association continued, spiraling the will that abounded. The work consisted initially in the collection and sale of bottle caps, whose revenues favoured the purchase of orthopedic materials and payments of treatments to be provided to needy children and adults throughout the Algarve. The project was extended in 2017 with the implementation of a social shop, here more directed to the municipality of Monchique. Clothing, furniture and other goods are distributed to the various families that struggle for a dignified experience, "flagged" as deprived by other entities or by the association itself, after a careful process of analysis. The shop is purposefully located in the centre of Monchique, but in a street "where cars are practically only passing", in order to allow the people who access it a discreet flow of movements, without attracting attention, without generating stigmata. "Not everyone sees who goes there." The association is continually dealing with several projects, a prolongation of wills, but above all of needs. "It's a dream that never ends."

Artigo Escrito por Rita/Blog Histórias do Fogo

Article written by Rita/Histórias do Fogo